FRETE GRÁTIS PARA COMPRAS ACIMA DE R$400

Lugares para visitar em Verona

Quem não conhece a história de Romeu e Julieta? O romance escrito por William Shakespeare é um dos mais conhecidos e citados em filmes e livros até hoje e ele tem como cenário a cidade de Verona, no final do século XV.
O fato da cidade ser o cenário dessa linda história de amor é um dos principais motivos para os milhares de turistas irem à cidade todos os anos. Até porque, ao caminhar por suas estreitas ruas, acredita-se que o amor como o de Romeu e Julieta está no ar. Por isso, trouxemos aqui dicas de lugares para ir em Verona.
Verona é uma cidade agradável, original, harmoniosa e oferece inúmeras oportunidades de entretenimento e eventos culturais. Visitas que não devem ser dispensadas e, portanto, são absolutamente recomendadas são: o Festival Lírico Areniano, que desde 1913 anima as noites de amantes de ópera, o Teatro de Verão de Verona e as diversas representações do Festival Shakespeareano.

Arena de Verona
(Foto: pixabay/ etiennepezzuto92)

 

Você pode chegar facilmente à arena romana a partir da Piazza Bra, um ponto de encontro muito animado no centro da cidade. A Arena di Verona é o anfiteatro romano mais bem preservado do mundo e o mais famoso, junto ao Coliseu, em Roma. É um daqueles lugares que um turista não pode deixar de visitar se vai à Itália. Um destes lugares que todo italiano e todos os cidadãos do mundo querem ver pelo menos uma vez em sua vida. Apesar de seus dois mil anos, das invasões bárbaras, do terremoto do século XII e das guerras e batalhas mais recentes, é um local que ainda hoje atesta a grandeza dos romanos e o bem-estar de Verona e seus moradores. Você também poderá admirar a arquitetura do Século XVII do Palazzo della Gran Guardia (fique de olho nas exposições de arte no interior).
Túmulos monumentais da família Scala
Localizados na praça em frente à igreja de Santa Maria Antica, os túmulos são uma obra rara que marcam a transição da Idade Média para o Renascimento. A tumba mais elaborada é a de Cangrande I: um sarcófago sustentado por cães (em um contínuo tema “canino”), acompanhado por uma Pietà e motivos angelicais. Tudo mantido sob um dossel arqueado, logo abaixo da estátua do corajoso líder a cavalo em batalha. Os túmulos totalizam cinco e são um dos melhores exemplos da arte gótica na Europa.

Casa de Julieta
(Foto: Pixabay/ webandi)

 

Na Via Capello: O turismo a Verona ainda saúda a família Montecchio com os chamados peregrinos shakespeareanos, quem chegam à cidade para visitar as ruas que protagonizaram a luta entre as famílias Capuleto e Montecchio, que embora contem uma história bastante emocionante, são apenas personagens fictícias da tragédia de Shakespeare.
Para os fãs do filme “Cartas para Julieta”, as “secretárias de Julieta” que respondem as cartas de amor enviadas à personagem de toda parte do mundo realmente existem! Conforme narram, a primeira carta de amor enviada para Julieta foi em 1930 e, a partir dai, tornou-se uma das principais atrações turísticas de Verona. Ainda é possível deixar um bilhete junto à estátua, pois acredita-se que esse gesto permite que o amor floresça entre o casal de enamorados.
E o que falar sobre a sacada romântica na qual a bela Julieta passava suas horas a observar e aguardar?

A sacada da Casa de Julieta

A sacada foi adicionada mais tarde ao edifício original (em 1935), mas o charme da história continua, e é difícil ir a Verona sem identificar-se com a tragédia dos dois amantes mais famosos da literatura mundial na luta por seu amor. Dizem, inclusive, que há um fundo de verdade na tragédia de Shakespeare, que teria sido baseada na história de duas poderosas famílias nobres da cidade, rivais em sua época. Verona é uma cidade de apaixonados e sonhadores românticos, que se reúnem anualmente para serem fotografados sob a lendária sacada.

Pátio da Via Cappello

O simples, mas refinado pátio da Via Cappello fica cheia de jovens e adultos, para celebrar a força do sentimento amoroso, ou simplesmente para recordar algum amor perdido. É de costume, também, tocar o seio direito da estátua de bronze de Julieta no pátio- a lenda é que ao tocar o seio, a pessoa terá sorte no amor e na vida. Com uma agradável caminhada, chegando perto da margem do rio, é possível visitar o túmulo de Julieta, onde se pode admirar o encantador Convento dei Cappuccini di San Francesco, onde os dois amantes deram fim ao seu trágico destino.

Praça das Ervas (Piazza delle Erbe)

(Foto: Flickr/ Son of Groucho)

 

Você pode admirar os palácios esplêndidos que a rodeiam. Este é o lugar certo para soltar a imaginação pela atmosfera alegre e empolgante do mercado. Ervas, especiarias, grãos de café e sedas leves que antigamente chegavam à cidade através de Veneza e remontam aos tempos de Marco Polo, parecem ainda presentes com seus aromas e sabores nesta linda praça. Na praça você também pode admirar a Torre Cívica dos Lamberti (Torre dei Lamberti).

Catedral de Verona
(Foto: Wikimedia Commons/ Jean-Christophe BENOIST)

 

Catedral de Santa Maria Matricolare: a primeira de todas as igrejas de Verona, com a principal porta adornada com baixos-relevos em estilo romântico lombardo e com os mármores branco e rosa atribuídos ao mestre Nicolau (século XII).

Basílica de San Zeno Maggiore
(Foto: Wikimedia Commons/ Zairon)

 

Considerada por críticos de arte uma obra-prima da arquitetura romântica na Itália, é um importante e suntuoso edifício originalmente construído no século VIII sobre as fundações do túmulo de S. Zeno, padroeiro de Verona. A igreja, apesar de ser um pouco fora da rota habitual de turismo, por sua beleza e harmonia, ainda é uma das mais visitadas da cidade. Em sua sóbria fachada exterior, há um exemplo da chamada “Rota da Fortuna” do século XII. Dentro do prédio religioso, há uma grande pintura de Andrea Mantegna.
Como podemos perceber, a cidade tem tantos monumentos importantes, que não faltam motivos para você visitar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *